Habitec na web | acesse por aqui também

acesse orkutacesse twiter acesse facebook

Abr

04

2018

Dicas

IMÓVEL NOVO X IMÓVEL USADO: QUAL O CERTO PARA VOCÊ?

quarta, 04/04/18 | por Excom Digital | tags imóvel, dicas, locação, venda, vantagens, desvantagens

Quando se começa a buscar um novo imóvel, uma das primeiras dúvidas que surgem é se é melhor investir em um imóvel novo ou em um usado. Ambos apresentam suas vantagens e desvantagens, como tamanho, preço, localização e estar pronto para morar ou não. Nessa hora é bom sentar e traçar quais fatores funcionam melhor para você e, assim, tomar uma boa decisão.

Imóveis Antigos

Ambientes espaçosos

Como as famílias eram maiores no passado, os imóveis antigos são uma ótima opção para quem busca ambientes com bastante espaço. Um apartamento de 3 quartos construído entre 1970 e 1980 possui área interna de 115 a 130 m², enquanto os planejados recentemente giram em torno de 75 a 105 m².

Bem localizado

Construídos quando a cidade ainda estava em formação, prédios antigos são referência quando o quesito é boa localização. Geralmente se encontram próximos aos centros urbanos, mas ainda sim longe do caos do dia-a-dia.

Preço menor

Os menores preços por maiores espaços chamam a atenção. Muitas vezes, ainda que o apartamento antigo necessite de reformas, seu preço acaba compensando. As taxas de IPTU em imóveis antigos também costumam ser menores.

Imóveis Novos

Não necessita reforma

Em um mundo onde o consumo de aparelhos eletrônicos é cada vez maior, apartamentos novos são uma ótima opção. O acabamento moderno e tomadas distribuídas em pontos estratégicos são um “big plus”. Outra vantagem de se adquirir um espaço recém-construído se deve ao acabamento (piso, pintura, cerâmicas), às instalações hidráulicas e à rede elétrica, que são novas. Por isso, elas causam menos problemas e também possuem garantia de conserto.

Preço maior

Justamente por não precisar de reformas estes espaços são geralmente mais caros. Caso compre um imóvel novo em construção, é mais fácil parcelar o valor. Assim, o preço salgado fica mais maleável. Outro ponto que vale levar em consideração é a garantia legal de cinco anos contra defeitos estruturais e vícios de construção, imposta pelo Código Civil à Construtora.

Mais afastados e menores

Com o crescimento da população, os terrenos disponíveis para construção acabam se localizando cada vez mais distantes dos centros e cada vez menores, já que as novas famílias possuem cada vez menos membros. Apesar disso, os imóveis oferecem outras facilidades em sua infraestrutura. Como exemplo, mais vagas de garagem e amplo espaço de lazer e wellness, que são um dos maiores requisitos das novas famílias ao buscar um lugar para morar.

E você, vai de imóvel novo ou antigo? A Habitec pode te ajudar. Clique aqui!

Abr

26

2017

Dicas

Fiz uma melhoria no meu imóvel alugado. E agora?

quarta, 26/04/17 | por Excom Digital | tags apartamento, imóvel, melhoria, dicas, mudança

A pia caiu. O piso foi trocado. Abri um novo espaço no apartamento. Nova caixa d’água para maior vazão. Melhorias no imóvel estão sempre presentes. Mas, afinal, quem paga?

A lei 12.112/09 visa a justamente manter a relação entre inquilino e proprietário de forma saudável quanto se trata de melhorias.Para evitar qualquer tipo de problema, separamos algumas dicas diretas do Código Civil.

 

O que o Código Civil fala sobre melhorias?

 

O Código Civil define as melhorias no imóvel em três categorias, a necessária, a útil e a voluptuária.

A melhoria necessária envolve as benfeitorias feitas de forma obrigatória ao imóvel, por exemplo, quando ocorre alguma perda por desastres naturais, como quebra de telhado, vazamento, fiação elétrica. Essas são formas de melhorias necessárias para o inquilino poder habitar o imóvel. Essa categoria pode ser avaliada antes do morador se mudar, já que quando alugado, o apartamento ou casa passam por uma vistoria, que define o que precisa ser ajustado. Caso ocorra depois da mudança, o inquilino pode contatar o proprietário ou imobiliária justamente para fazer essa melhoria. Esses serviços só não serão indenizáveis se no contrato houver a disposição contrária.

A melhoria útil é qualquer obra que venha trazer alguma utilidade para o imóvel, porém não é categorizada como necessária. Já que, quem determina é o inquilino e não altera a moradia do lugar, porém o beneficia. Essas mudanças podem ser indenizáveis, porém devem ser consultadas diretamente com proprietário ou imobiliária antes do início das obras.Usualmente melhorias dessa categoria envolvem troca de carpetes e pisos danificados, novas tomadas ou fechaduras.

A melhoria voluptuária égeralmente de apelo estético, colocado pelo locatário, podendo ser retirada em sua saída e não é indenizável. Importante lembrar que as alterações podem ser retiradas se não modificarem a condição inicial do imóvel. Geralmente envolve troca de piso comum por cerâmica ou pinturas.

Outro ponto a ser visto nas benfeitorias é as melhorias do condomínio. O proprietário é responsável pelas reformas definidas pelo condomínio, caso sejam feitas, já que envolvem as partes estruturais do imóvel.

Apesar das dicas, é sempre bom estar atento ao que foi combinado mediante o contrato. E claro,manter um diálogo com o proprietário ou a imobiliária ajuda em qualquer situação.

Mai

18

2016

Notícias

O que saber antes de alugar um imóvel

quarta, 18/05/16 | por Excom Digital | tags imóvel, mercado, alugar

Ao alugar um imóvel é necessário documentar a negociação por meio de um contrato, de preferência, escrito. O locatário deve ler atentamente todas as suas cláusulas, guardando uma cópia junto com os recibos de pagamento do aluguel e encargos.

Confira aqui alguns cuidados ao alugar:

  • Verifique pessoalmente as condições do imóvel.
  • Realize junto com a imobiliária uma vistoria do estado de conservação do imóvel e peça um de termo de vistoria por escrito, para evitar problemas futuros.
  • Faça constar no contrato: valor do aluguel, índice de reajuste, duração da locação, multas por atraso no pagamento, forma e local de pagamento.

Jul

10

2014

Notícias

Como alugar um imóvel sem fiador

quinta, 10/07/14 | por Excom Digital | tags fiador, imóvel, locação

Com a dificuldade de achar alguém disposto a se tornar fiador, aumenta o número de pessoas que recorrem a outras formas de garantia para conseguir alugar um imóvel, como, por exemplo, o Seguro Fiança, o Título de Capitalização e a Carta Fiança.

Na Habitec é possível alugar com fiador ,seguro fiança e título de capitalização. 

Segundo Fátima Galvão, vice-presidente de Locação do Secovi-PR, a busca por outras opções têm sido as melhores alternativas para muitos inquilinos. “A grande maioria dos contratos ainda têm fiador, mas muitas pessoas falam da dificuldade de achar alguém que, além de disposto, consiga comprovar a renda necessária e ter o imóvel para colocar como garantia”, conta.

 

 “O mercado, como sempre, vai se ajustando e encontrando alternativas para superar as dificuldades encontradas”, comenta o presidente do Inpespar e vice-presidente de Economia e Estatística do Secovi-PR, Maurício Moritz.“O constrangimento em solicitar para alguém ser seu fiador tem levado inquilinos a procurar uma solução que é mais cara, porém menos embaraçosa”, afirma

De acordo com Moritz, já é significativo o número de locações feitas, tendo o seguro fiança como garantia. “As seguradoras tem tornado o produto um pouco mais atraente, oferecendo serviços de pequenos reparos e manutenção nos imóveis, sem custos adicionais”, explica. Segundo ele, já para quem tem algumas economias, o título de capitalização vinculado ao contrato de locação pode ser bastante conveniente. “O inquilino fica com seu dinheiro aplicado em um título de capitalização, que passa a ser a garantia para o locador. Após a devolução do imóvel, o título é resgatado e o dinheiro volta corrigido”, comenta.

Fev

04

2014

Dicas

Use o FGTS na compra do seu imóvel!

terça, 04/02/14 | por Excom Digital | tags fgts, imóvel, dica

Muitos brasileiros estão usando o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para comprar a casa própria. Você também pode ser um deles. Para isso, basta fazer uma verificação de quanto você tem de fundo. A consulta do saldo pode ser feita online no site da Caixa Econômica Federal.

Para isso, basta entrar no site do banco, opção Você>Serviços Sociais>FGTS. Ao clicar em "Extrato do FTGS", aparecerá uma tela em que você deverá informar o número do PIS/PASE e uma senha, que pode ser cadastrada rapidamente na hora. Depois, basta informar o código de confirmação. Você verá então uma tela com todas as informações referentes ao seu fundo de garantia.

No ano passado, o valor do imóvel que pode ser financiado com recursos do FGTS foi elevado para 650 mil reais, sendo 750 mil reais para os estados de São Paulo e Minas Gerais, do Rio de Janeiro e o Distrito Federal.

As informações são da Revista Exame.

Destaques Habitec Conte pra gente. Conte com a gente.Bonne VieUp SideVogue

Acesso rápido

Vendas

41 3340-3222
8490-4169

Lançamentos

41 3340-3229
8490-4169

Locações

41 3340-3258

ADM.Aluguéis

41 3340-3202

Avaliações

41 3340-3243

habitec imóveis

© 2010 - HABITEC ASSESSORIA TECNICA HABITACIONAL LTDA - CRECI J685
desenvolvido por Sulcriativa Comunicação